"E não somente isto, mas também nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, pelo qual agora alcançamos a reconciliação." (Romanos 5:11)

quarta-feira, 10 de março de 2010

Reações

"...olharão para aquele a quem transpassaram;" (Zacarias 12:10)
Na última semana, um cantor britânico esquecido pela mídia decidiu fazer polêmica através de declarações sobre a vida sexual de Jesus Cristo e assim voltar aos noticiários. Sempre que alguma "celebridade" faz comentários sobre Jesus os jornais publicam e as pessoas lêem atentamente. Na verdade, isso é a prova de que é praticamente impossível ficar indiferente diante da pessoa de Cristo.
Como profetizado por Zacarias, o "profeta messiânico", uma verdadeira multidão esteve presente ao espetáculo macabro da crucificação. De forma interessante, os escritores dos evangelhos se interessavam pelas diferentes reações das pessoas. Os soldados o consideravam como alguém insignificante, um criminoso a mais, uma tarefa "simples", crucificar. E, vendo que Ele tinha um único pertence, uma túnica, se puseram a disputar quem seria o novo dono. Aqueles que passavam balançavam suas cabeças, blasfemando, considerando Jesus um impostor, que merecia estar ali pelas suas idéias. Os mestres da lei, satisfeitos com a aparente vitória, riam, zombavam, exigiam um milagre final para que eles pudessem crer. Havia aqueles que choravam, com pena daquele inocente crucificado.
Hoje, Jesus também é observado e julgado de acordo com as convicções de cada um. Dependendo do observador, Jesus Cristo pode ser um revolucionário, um mestre de moral, um espírito iluminado, um filósofo, um homem compassivo. Cada uma dessas visões atende aos interesses de algum grupo. Mas a chave para a compreensão da crucificação está na profecia de Zacarias: quem transpassou Jesus? Nós. Não foi uma decisão das autoridades, uma conspiração contra Jesus. Na verdade, pelos nossos pecados é que Ele foi moído (Isaías 53:8). Através desse sacrifício, Aquele que nunca cometeu pecado recebeu toda a carga do nosso pecado para que assim pudéssemos ser declarados justos diante de Deus, pela fé (2 Coríntios 5:21).
Nossa reação deve ser como a do centurião que comandava a cena: ao ver o modo como Jesus enfrentou Sua morte, e o que Ele disse na cruz, ele concluiu: "Verdadeiramente, este homem era o Filho de Deus" (Marcos 15:39).
Qual a sua reação diante da vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo?
(Texto extraído do boletim semanal da Igreja Batista Pinheirópolis, em Caruaru)
Escrito por: Frank Fernandes Lima

1 comentários:

Andrea 13 de março de 2010 16:20  

Sem falar no filme O Código da Vinci, que tentava a todo custo,provar suposições absurdas da vida de Jesus,onde Maria Madalena era esposa de Jesus,é o pior tendo cobertura de notíciario do mundo todo e sendo divulgado nas principais revistas do país.
A pergunta,qual a sua reação diante da vida,morte e ressurreição de Jesus Cristo?
Diria de fraqueza, pois ele não só morreu na cruz sendo crucificado de maneira humilhante e de grande sofrimento como dedicou a vida inteira, buscando melhorar o interior de cada pessoa, e mesmo assim, tenho dificuldade de perdoar, sinto mágoa de alguns acontecimento resumindo se tivesse profundo amor por Jesus Cristo, com certeza seria uma pessoa melhor, como acredito ter sido um dia, e estou buscando e sei que em breve serei novamente uma pessoa bem próxma de Jesus. Um abraço e até mais.